sábado, 3 de julho de 2010

Vivendo No Mundo Dos Mortos


 Sinceramente, eu desisto oficialmente de tentar achar algo de belo neste lugar horrível que atende por mundo, Planeta Terra ou como você preferir. Na verdade, o lugar em si de nada tem culpa, me refiro a uma raça maldita chamada "homo sapiens", os seres humanos. Os homens [referindo-me a todos os seres humanos e não só a criaturas do sexo masculino] são como anjos das trevas: aonde há amor, que eles levem a guerra, aonde há pureza, que levem a luxúria e aonde há beleza, que eles levem a destruição e a morte.
 A falta de pureza neste lugar é outra coisa repulsiva, não mais se vê inocência nos olhos de uma criança ou ingenuidade no sorriso de uma moça . Nas histórias de minha mãe, sempre eram citados o respeito, a decência e a inocência, hoje tudo gira em torno de corpo-desejo-prazer, aonde está a porcariaa do AMOR ? Deve ser mesmo algo antiquado, apenas inacreditáveis histórias de mãe/avó..
 Você anda na rua e vê -com frequencia- meninas de 14 anos grávdiaas [detalhe: nem sabem quem é o pai do filho que certamente irão abortar..] ouvindo funk e bebendo cerveja que nem uns gambás molhados. Ou, num exemplo mais light, meninas -também de 14 anos-zuando a amiga do lado [a única virgem do grupo] como se ela fosse um extraterrestre.
  Eu odeio as meninas da minha idade -14 anos-, quase todas elas só sabem falar de garotos, shopping e moda. Eu tenho muito nojoooo dessas meninas de balada que ficam com qualquer um que acham bonitinho e não se dão o mínimo valor, pra mim essas são como moedas de um real passando de mão em mão, tomara que todas peguem uma herpes bem poderosa e morram. /eu sou muito amável não é?
Pra não dizer que eu só falei mal das mulheres, vamos aos meninos '666. Meninos não prestam tanto quanto meninas, são um bando de tarados galinhas ridículos que só pensam em mulheres peladas e maldades afins. Com raríssimas exceções, nenhum presta.
  A falta de cultura também é um ponto crítico, tem gente que não sabe nem aonde fica a Coréia do Sul, são capazes de dizer que é uma cidade no Japão.. O.O' Outro dia eu fui numa livraria e perguntei para a vendedora se ela tinha algum livro nórdico, ela não sabia o que era nórdico, então eu disse "viking", mas ela também não sabia.
 Deixando um pouco as criaturas, vamos para o ambiente.. Abra sua janela e me diga quantas árvores você vê. [voce pode contar nos dedos, isso se tiverem árvores..], agora se eu pergunto quantos sacos de lixo.. você passaria a vida inteira contando. [Obs: Quando eu abro a minha, só vejo prédios e lixo.]  Não há mais inspiração nesse lugar, porque não há beleza. Eu queria viver em um sonho, um sonho perfeito, e não voltar mais para este planeta. Viver em um sonho aonde não houvesse guerra, maldade, violência ou feiura, aonde as pessoas respeitassem umas as outras, tivessem educação e existisse amor.
Mas querer isso é mera perda de tempo.

* Você que lê deve achar que eu sou uma mau-amada ranzinza que vai acabar morrendo sozinha, e sim, eu sou isso tudo e mais um pouco, eu sou a personificação amargura e a solidão me acompanhará para o resto da vida, porque eu sou uma mau-amada. Satisfeito?
-dark kisses
  

3 comentários:

  1. Esse é o melhor post que eu ja fiz, dou-lhe o Oscar.

    ResponderExcluir
  2. Deisha esse negocio de emo de lado, déeh \o/ KASKA
    -Julia aqui

    ResponderExcluir

Expresse-se.